2012 foi o ano com a melhor classificação de segurança da aviação na história da aviação

1 449

Artigo escrito por Maria Vasiliu!

Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) anunciou que o 2012 foi o melhor ano para a segurança da aviação na história da aviação, de acordo com dados registrados até novembro do 30 2012. A IATA monitora cerca de 84% do tráfego aéreo total, sendo uma organização à qual a 242 ingressou nas companhias aéreas.

“O percentual de acidentes de aviação em todo o mundo diminuiu 17% em relação a 2011, com uma média de 1 acidente por 5,3 milhões de voos”

, de acordo com a declaração do vice-presidente do departamento de segurança operacional da IATA, Günther Matschnigg. Ele também apontou que o setor de aviação alcançou um nível incrível de segurança, e o 2012 é o terceiro ano consecutivo em um recorde mundial.

De acordo com os dados publicados pela IATA, o número de acidentes registrados pelas companhias aéreas associadas foi reduzido, até 30 em novembro, 2012, em 45%. Assim, a média dos acidentes caiu de acidentes de aviação 1,89 para milhões de voos da 1, para a 1,03.

Além disso, pela primeira vez na indústria da aviação, nenhuma perda de aeronaves fabricadas no Ocidente foi contada. Somente aeronaves 5 sofreram danos graves cujos reparos excederam o custo de fabricação. No 2011, havia aeronaves danificadas do 11.

"De acordo com os números divulgados, para uma pessoa se envolver em um acidente de avião, deve voar todos os dias por 14000 dias consecutivos (mais de 38 anos)"

adicionou Matschnigg. Isso prova mais uma vez que o avião é o meio de transporte mais seguro.

Nos onze primeiros meses do ano 2012, apenas 15% de todos os acidentes, principalmente nas pistas, resultaram em mortes, em comparação com o 2011, quando o percentual era de 26%. E o número de mortos caiu consideravelmente de mortes de 490 para 2011 para 401 no 2012.

Os acidentes ocorreram principalmente devido a erros de pilotagem. 19% dos acidentes ocorreram após a perda do controle do avião. Falhas mecânicas ou falhas no trem de pouso resultaram em 18% dos acidentes. Decisões incorretas para pousar a aeronave resultaram na produção de 16% do total de acidentes.

No ranking de voos por continente e região, na 2012, a África registrou os piores resultados, com acidentes da 12,9 em milhões de voos da 1. No 2011, teve um desempenho muito melhor, com um índice de segurança de acidentes do 8.08 em milhões de voos do 1. Mas acho que a situação mudará no futuro próximo. O continente africano se tornará alvo de várias companhias aéreas. Novas rotas de negócios e turismo serão abertas.

Na Europa, a situação não era muito boa, como esperado. No 2012, houve acidentes com o 2.24 em milhões de voos da 1, em comparação com a 2011, quando houve acidentes da 1.68 em milhões de voos da 1.

Do outro lado da barricada, com boas notícias, vêm a América Latina, a América do Norte, o Oriente Médio, os países da antiga União Soviética e o norte da Ásia. Nas últimas quatro regiões mencionadas, nenhuma morte foi relatada no 2012.

Considerando esses dados, quem ainda tem medo de voar de avião? :)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.