72 cidadãos romenos serão repatriados de Marrocos

0 322

O CNSU aprovou o repatriamento de 72 cidadãos romenos no Reino de Marrocos, nomeadamente através da ativação do Mecanismo Europeu de Proteção Civil, conforme adequado, na sequência da suspensão de todos os voos diretos para esse destino.

A ação será gerida pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, o Ministério da Administração Interna através do Departamento para Situações de Emergência e o Ministério dos Transportes e Infra-estruturas através da Empresa Nacional de Transporte Aéreo Romena TAROM.

Os custos relacionados com a atividade são assegurados pelo orçamento do Estado, pelo Fundo de Reserva Orçamental à disposição do Governo, pelos orçamentos dos ministérios envolvidos e pelo Mecanismo Europeu de Proteção Civil, conforme o caso.

A Embaixada da Romênia em Rabat tomou, com urgência, medidas para identificar voos alternativos para o país, esforços que continuam até hoje.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.