A Alemanha removeu a lista de países de alto risco e aplica novas regras de viagem a partir de 3 de março de 2022

0 1.498

As autoridades alemãs anunciaram que todos os países serão removidos de sua lista de alto risco a partir de 3 de março. Em conclusão, a Romênia não é mais considerada um país de alto risco COVID-19.

A partir de quinta-feira, 3 de março de 2022, nenhum país/região será considerado área de alto risco, informação confirmada pelo Instituto Robert Koch (RKI). Isso significa que todos os viajantes, independentemente de seu país de origem, agora podem entrar na Alemanha sem estarem sujeitos a regras adicionais de entrada, como testes de pré-entrada e requisitos de quarentena.

O órgão alemão responsável pela prevenção e controle de doenças, RKI, explicou que o país decidiu flexibilizar suas regras de viagem, pois a variante Omicron não causa sérias implicações à saúde, como as outras variantes.

"A classificação como área de alto risco se aplica apenas àquelas áreas onde há alta incidência em relação à disseminação de variantes de virulência superiores à variante ômícron. Portanto, não há mais identificação de áreas de alto risco devido à disseminação da variante omicron”, acrescentou RKI.

De acordo com as regras recentemente atualizadas, a partir de 3 de março, todos os passageiros na União Europeia/Espaço Schengen, bem como aqueles em um país terceiro seguro, poderão entrar na Alemanha sem ter que se registrar ou seguir regras adicionais de viagem.

Tudo o que eles precisam fazer é apresentar um certificado válido de vacinação ou recuperação ou um resultado negativo no teste COVID-19.

A Alemanha aceita todos os certificados de vacinação que comprovem que o titular foi completamente vacinado com uma das doses de vacina aprovadas nos últimos 270 dias. Aqueles que receberam uma dose de reforço também podem entrar sem restrições.

Os certificados de recuperação são reconhecidos desde que o documento comprove que o titular foi curado do vírus nos últimos 180 dias. Em relação aos resultados negativos dos testes, as autoridades explicaram que a Alemanha aceita testes de PCR realizados dentro de 72 horas e testes rápidos de antígeno 48 horas antes da chegada.

A obrigatoriedade da apresentação de um dos documentos anteriores aplica-se a todas as pessoas com idade superior a seis anos.

"A entrada de qualquer outro país para qualquer finalidade (incluindo visitas e turismo) só é possível para pessoas totalmente vacinadas", consta do comunicado do Ministério Federal das Relações Exteriores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.