DOD ativa Frota Aérea da Reserva Civil (CRAF) para Transporte Aéreo de Refugiados no Afeganistão

0 337

O Departamento de Defesa dos EUA (DOD) ativou a Frota Aérea da Reserva Civil (CRAF) no domingo para ajudar o transporte aéreo do Afeganistão. O pedido ativa 18 aviões de seis companhias aéreas para transportar cidadãos e funcionários dos EUA, solicitantes de visto especial para imigrantes e outras pessoas "em risco" do país controlado pelo Taleban.

O plano prevê que a American Airlines, a Atlas Air, a Delta Air Lines e a Omni Air forneçam três aeronaves, a United Airlines quatro e a Hawaiian Airlines duas. Os aviões não voarão para Cabul, mas sim de estações base em países terceiros vizinhos, permitindo que aviões militares se concentrem em operações dentro e fora da capital afegã.

18 aviões civis estão sendo operados por seis companhias aéreas

De acordo com o CRAF, as transportadoras comerciais mantêm sua identidade civil de acordo com os regulamentos da FAA. O pedido marca a terceira ativação do programa desde seu início sob um acordo entre o DOD e o Departamento de Comércio em 1951.

A primeira ativação ocorreu em apoio à Operação Escudo do Deserto e Tempestade no Deserto durante a Primeira Guerra do Iraque, de agosto de 1990 a maio de 1991. A segunda ativação ocorreu durante a Operação Liberdade do Iraque de fevereiro de 2002 a junho de 2003.   

O anúncio do DOD ocorre três dias depois que o governo russo se ofereceu para enviar aviões civis diretamente de e para Cabul para apoiar as operações de evacuação.

O Taleban negou uma série de pedidos de pouso no Aeroporto Internacional Hamid Karzai de Cabul a vários candidatos, incluindo a Ucrânia, que enviou um avião militar Ilyushin Il-76MD para evacuar militares e civis ucranianos. 

O Taleban posicionou uma série de canhões e mísseis antiaéreos de fogo rápido ao redor da cerca do aeroporto para apoiar a proibição de voos. As autoridades do Taleban abrem exceções caso a caso e isentam a Força Aérea dos EUA até 30 de agosto.

Companhias aéreas de outros países já começaram a operar serviços fretados de e para locais fora do Afeganistão, incluindo a Lufthansa, que transportou cerca de 130 pessoas da capital do Uzbequistão, Tashkent, em 18 de agosto.

Os aliados dos EUA e da OTAN têm efetivamente mantido o controle do lado aéreo do aeroporto enquanto se esforçam para coordenar os esforços de evacuação em um ritmo aparentemente imprevisível pelos planos de retirada militares liderados pelos EUA. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.