Israel reabre suas fronteiras para turistas vacinados de todo o mundo, a partir de 1º de novembro de 2021.

0 352

Israel foi um dos primeiros países a lançar a campanha de vacinação no início deste ano, e no final do verão começou a administrar a terceira dose da vacina.

Até o momento, mais de 3.9 milhões de israelenses (cerca de 42% da população) já receberam a dose de reforço e as autoridades retomaram as negociações para reabrir o turismo, uma das principais indústrias da Terra Santa.

Após longos debates e análises que ocorreram nos últimos dias, o Ministério do Turismo de Israel confirmou na noite de domingo a reabertura das fronteiras de turistas estrangeiros vacinados contra a Covid-19 a partir de hoje, 1º de novembro.

A partir de 1º de novembro, turistas vacinados de todo o mundo têm acesso a Israel novamente

As autoridades de Jerusalém emitiram recentemente uma ordem estipulando a retomada do turismo internacional, bem como novas regras segundo as quais turistas de todo o mundo poderão visitar Israel, mais de um ano e meio após o fechamento da fronteira em 9 de março de 2020 .

O acesso é permitido a partir de hoje, 1º de novembro de 2021, a todos os estrangeiros vacinados com o esquema completo nos últimos 180 dias com uma das sete vacinas reconhecidas pela OMS (Pfizer, Moderna, Johnson & Johnson, AstraZeneca, Sinovac, SinoPharm, Covishield), assim como aqueles que tiveram COVID nos últimos seis meses, foram curados e podem comprovar a doença com documentos comprovativos oficiais.  

Esta decisão foi tomada depois que cerca de 65% da população de Israel já recebeu o esquema de vacinação completo, e 41% dos cidadãos estão imunizados mesmo com a dose de reforço, com Israel sendo um dos primeiros países a adotar a vacinação da terceira dose.

Condições de viagem para Israel a partir de 1º de novembro de 2021: certificado de vacinação ou comprovante de doença, teste PCR COVID e teste PCR realizado na entrada no país, mais PLF

O Ministério do Turismo de Israel anunciou oficialmente que, a partir de 1º de novembro de 2021, turistas de todo o mundo poderão viajar livremente em Israel novamente. Existem, de fato, restrições para quem está na lista vermelha há 14 dias, mas, no momento, nenhum país está classificado como vermelho na lista. A maioria dos países é considerada laranja (grau de risco médio), incluindo a Romênia.

Portanto, os turistas romenos poderão entrar em Israel se atenderem às seguintes condições:

  • Ser vacinado com um cronograma completo de pelo menos 14 dias antes de entrar em Israel e no máximo 180 dias antes do final da viagem à Terra Santa OU para poder comprovar a passagem pela doença nos últimos seis meses OU ter o dose de reforço realizada;
  • Apresentar teste PCR negativo realizado com no máximo 72 horas antes do embarque para Israel;
  • Realize outro teste PCR ao entrar em Israel às suas próprias custas e espere isolado por no máximo 24 horas até que o resultado negativo seja recebido. O valor equivalente do teste é cerca de 100 NIS (aproximadamente 130 RON);
  • Preencher um formulário de saúde para apresentar no embarque para Israel, bem como na entrada no país, um formulário contendo informações como a data e o tipo de vacina administrada, as pessoas com quem viajou ou os países visitados nos últimos 14 dias.

Todas as informações oficiais estão disponíveis no site do Ministério da Saúde de Israel: corona.health.gov.il 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.