Noruega vai introduzir passaportes de vacinação a partir de junho

0 897

A Noruega juntou-se à lista de Estados-Membros de Schengen que pretendem retomar as viagens de e para o resto da Europa a tempo para o verão de 2021. O governo norueguês anunciou que pretende introduzir certificados de vacinação no início de junho para permitir que os cidadãos e residentes noruegueses para entrar e sair do país para fins não essenciais, relata SchengenVisaInfo.com.

A decisão foi revelada pela primeira-ministra do país, Erna Solberg, que sublinhou que o certificado também será verificável de acordo com o certificado de viagem da UE COVID-19, que o bloco da UE pretende lançar até ao final de junho.

O certificado poderia inicialmente ser usado para eventos públicos maiores, cruzeiros e excursões, mas o governo ainda não tem uma lista completa do que o certificado quer ser usado. Até o momento, apenas 6,8% da população norueguesa recebeu a primeira dose da vacina contra o vírus, um percentual bem menor do que em outros países do continente.

A Noruega vai introduzir passaportes de vacinação a partir de junho.

Desde o início do ano, vários países europeus têm alertado para os seus planos de passarem a emitir certificados de vacinação / passaportes, aos vacinados, na tentativa de restaurar e revitalizar a indústria do turismo e hotelaria no seu território, mas também noutros países. UE e espaço Schengen.

Dinamarca é um dos países que avisou que em breve apresentará passaportes de vacina COVID-19 para cidadãos que recebem a vacina contra o vírus, para que possam usar esses certificados para viajar sem restrições aos países que os solicitam. O certificado Coronapas será lançado no dia 26 de junho.

Por outro lado, a partir de 6 de abril, os viajantes de países terceiros foram autorizados a entrar Islândia para fins não essenciais se comprovarem que foram vacinados ou imunizados. Grécia, por outro lado, pretende reabrir as fronteiras de todos os viajantes vacinados e recentemente imunizados, a partir de 14 de maio.

Em abril do ano passado, um funcionário da UE confirmou ao SchengenVisainfo.com que o resultado do teste COVID-19 e a prova de vacinação seriam os dois principais requisitos obrigatórios para entrar na UE e no espaço Schengen, uma vez que as fronteiras fossem reabertas para viagens.

A Noruega tem uma das taxas de infecção e mortalidade mais baixas da Europa, principalmente devido às medidas rígidas que estão em vigor desde o início da pandemia.

Uma vez que os Estados-Membros emitem os seus próprios certificados individuais, todos os Estados-Membros irão alinhar estes documentos com o certificado de viagem aprovado pelo Parlamento Europeu, Certificado EU COVID-19, a ser lançado no final do próximo mês.

De acordo com viajantes para cidadãos não comunitários e do espaço Schengen, a Comissão Europeia propôs na segunda-feira passada aos Estados-Membros que começassem a reabrir gradualmente as fronteiras para chegadas de países terceiros, incluindo turistas, que são vacinados contra o vírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.