A Suécia suspenderá a maioria das restrições locais ao Covid-19 a partir de 9 de fevereiro!

1 271

A Suécia se juntou à lista de países que decidiram suspender as restrições do COVID-19. As autoridades suecas anunciaram que a maioria das restrições COVID-19, que estavam em vigor até agora, serão levantadas em 9 de fevereiro.

A Agência Sueca de Saúde Pública avaliou que a variante Omicron não leva a complicações graves, como as variantes anteriores. Por este motivo, será levantada a obrigatoriedade da apresentação do certificado de vacinação e outras medidas.

"A eliminação gradual das medidas de resposta à COVID-19 terá início a 9 de fevereiro de 2022. A partir dessa data, serão eliminadas medidas como o limite de participação em reuniões e eventos públicos e a possibilidade de solicitar certificados de vacinação à entrada. " disse o Ministério da Saúde e Assuntos Sociais da Suécia.

De acordo com o Ministério, as medidas COVID-19 serão levantadas em duas etapas. As restrições na primeira fase serão levantadas em 9 de fevereiro, enquanto a segunda fase terá início em 1 de abril.

Numa primeira fase, a Suécia vai levantar a obrigatoriedade da apresentação do certificado de vacinação ao entrar em vários locais, incluindo eventos públicos, bares, restaurantes, centros comerciais e transportes públicos.

Isso significa que turistas e cidadãos do país terão acesso irrestrito à maioria dos locais públicos a partir de 9 de fevereiro.

Outras restrições também serão levantadas na próxima semana. Reuniões públicas, estabelecimentos de alimentação (restaurantes e bares) e shopping centers não terão mais um número restrito de pessoas permitidas em uma área por vez.

Além disso, a exigência de que todos os passageiros estejam sentados no transporte público também será aumentada. Os conselhos contra torneios, competições e outras reuniões sociais também serão removidos.

As demais restrições devem ser levantadas em 1º de abril, desde que o país não registre altas taxas de infecção e hospitalizações por COVID-19. No entanto, foi enfatizado que a recomendação de vacinação permaneceria em vigor.

Apesar de as restrições serem levantadas, as autoridades recomendaram que todos os maiores de 12 anos sejam vacinados o mais rápido possível para evitar possíveis inconvenientes futuros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.