Aeroporto Sheremetyevo de Moscou envia 40% dos funcionários de licença em meio a sanções da UE / EUA

0 178

O aeroporto de Sheremetyevo, perto de Moscou, enviou 40% de sua equipe, cerca de 7.000 pessoas, de férias. A decisão foi anunciada pelo gerente geral do aeroporto Mikhail Vasilenko. O tráfego aéreo no maior aeroporto da Rússia caiu drasticamente desde o final de fevereiro, após a invasão russa da Ucrânia e as subsequentes sanções da União Europeia e dos Estados Unidos.



As companhias aéreas russas só podem operar internamente e em alguns países que não impuseram proibições de voos. O aeroporto também anunciou a suspensão de todos os investimentos futuros e o fechamento do terceiro terminal, além dos terminais E e F já fechados.

Os funcionários que trabalham no Aeroporto Domodedovo, em Moscou, estão sendo transferidos em regime de meio período, pois o aeroporto sofre menos devido ao declínio das operações aéreas.

Os funcionários afastados ainda receberão 2/3 do salário e poderão manter o emprego. Eles ainda têm proteção social e outros apoios, disse um sindicalista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.