Airbus BELUGA XL recebeu certificação EASA após o horário de voo 700

0 2.318

O BelugaXL recebeu certificação da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA). Mais um passo para entrar no serviço operacional. De acordo com o plano da Airbus, o Beluga XL iniciaria vôos regulares até o final deste ano.



A aeronave desempenha um papel importante no sistema industrial da Airbus. Isso ajudará a aumentar a produção de aeronaves além do 2019. O BelugaXL pode transportar 30% mais que o modelo BelugaST. É os medidores 7 mais longos e os medidores 1 mais largos que seu antecessor.

A AESA certificou aeronaves BelugaXL

Mas o mais importante, o BelugaXL pode transportar duas asas do A350 XWB, a razão padrão para o desenvolvimento deste avião de carga. O BelugaST pode carregar apenas um, dificultando a produção. Com uma carga máxima de transporte de 51 toneladas, o BelugaXL tem um alcance de 4.000 km (2200nm).

BelugaXL recebeu certificação EASA

A aeronave recebeu a certificação após intensa campanha de testes. BelugaXL completou mais de 200 voos de teste. Ele operou mais de 700 horas de vôo. No total, 6 aeronaves serão construídas entre 2019 e 2023, substituindo gradativamente a atual frota de aeronaves de carga BelugaST.

Lançado em novembro 2014, o programa BelugaXL foi construído em torno do modelo A330-200. O BelugaXL é alimentado por motores Rolls Royce Trent 700.

BelugaXL completará a frota de transportadoras Airbus. O fabricante europeu de aeronaves prefere transportar a maioria das peças por via aérea, especialmente os componentes grandes. Mas a Airbus também usa transporte rodoviário, ferroviário e marítimo para mover peças entre seus locais de produção. 

Como o BelugaST, o novo BelugaXL operará a partir das bases 11 na Europa, fortalecendo as capacidades industriais e permitindo à Airbus cumprir seus compromissos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.