Airbus libera baterias de íons de lítio no projeto A350 XWB

0 385

A Airbus aprende com os erros da competição e se adapta à medida que avança. Após o escândalo da bateria do Boeing 787 Dreamliner, a Airbus está descartando baterias de íon-lítio no projeto A350 XWB. Sobre o sistema "tchau, mas fico com você", o fabricante europeu acredita no desempenho das baterias de íon de lítio e continuará a desenvolver a tecnologia com a Safe. Os voos de teste na nova aeronave Airbus A350 XWB serão realizados com baterias de íon-lítio.

No entanto, até que a situação esteja clara no 787 Dreamliner, a Airbu decidiu aplicar o plano B, e na aeronave A350 XWB que entrará em serviço operacional instalará as baterias do radiador. A Airbus não quer arriscar e prevenir melhor que consertar. É muito importante que esse projeto comece com a plena confiança das operadoras de linhas aéreas e dos passageiros. Paralelamente, a Airbus quer análises adicionais sobre baterias Li-Ion e seu comportamento na indústria aeroespacial.

Mesmo que tenha tomado essa decisão, a Airbus garante que o programa do projeto A350 XWB não sofrerá. O primeiro voo de teste é esperado durante este ano A350 XWB montado. De acordo com o plano, o primeiro voo operado por um A350 com passageiros a bordo ocorrerá no segundo semestre do próximo ano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.