A Austrian Airlines voará um Boeing 777-200ER em Creta, Grécia

0 163

Avião atrasado? Voo cancelado? >>Reivindicar compensação agora<< para o vôo
atrasado ou cancelado! Você pode ganhar até € 600!

Devido à alta demanda, a Austrian Airlines está aumentando a capacidade de transporte para voos para Heraklion - Creta, na Grécia. Assim, a partir de 24 de julho, sete sábados consecutivos, serão operados voos com aeronaves Boeing 777-200ER.

Na atual temporada de verão, a Austrian Airlines registrou um total de 96.000 passageiros em voos para a Grécia em julho e agosto. Para os austríacos, a Grécia é um dos destinos mais reservados, seguida da Espanha e da Itália.

Falando de destinos favoritos na Grécia, os austríacos preferem Creta, Rodes e Cós. Os voos para destinos gregos têm uma carga de mais de 80%.

Michael Trestl, CCO Austrian Airlines, relata: “Em particular, os números das reservas para voos para Heraklion, Creta, triplicaram entre meados de maio e o final de junho. Respondemos ao aumento da demanda e aumentamos a capacidade nesta rota. Além dos atuais voos diários para Heraklion, uma aeronave Boeing 777-200ER fará voos todos os sábados, de 24 de julho a 4 de setembro, inclusive.

Os horários dos voos da Austrian Airlines, que serão operados com Boeing 777-200ER

OS9001 Viena 06:10 - 08:40 Heraklion
OS9002 Heraklion 10:20 - 12:55 Viena

A introdução do maior tipo de aeronave na frota da Austrian Airlines permitirá à companhia transportar 100 passageiros adicionais em cada voo no sábado. Nos demais dias, a rota será servida por um avião da família Airbus A320.

A Austrian Airlines aconselha os passageiros a se informarem sobre os regulamentos do país de destino antes de viajar. Na Grécia, por exemplo, o registro online é obrigatório pelo menos 24 horas antes da entrada. Além disso, um teste de antígeno negativo (máximo de 48 horas) ou um teste PCR negativo (máximo de 72 horas) de um laboratório de testes é necessário para todos os viajantes com mais de 12 anos de idade. Pessoas completamente vacinadas pelo menos 14 dias antes da entrada não precisam de um teste. O mesmo é verdade para aqueles que passaram pela doença após a infecção com o novo coronavírus. Devem apresentar um certificado oficial de recuperação não superior a 9 meses ou um teste PCR positivo com mais de 2 meses, mas não com mais de 9 meses).

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.