A Bielorrússia bloqueou a descolagem de um avião da Lufthansa sob o pretexto de uma "ameaça à segurança".

0 753

A novela com a Bielo-Rússia e o Regime de Lukashenko continua hoje, 24 de maio. A Lufthansa confirmou que a aeronave Airbus A319 (D-AIBD), que iria voar na rota Minsk-Frankfurt, foi detida no solo sob o pretexto de uma "ameaça à segurança".

A bagagem e os passageiros foram verificados pelas forças de segurança, o que levou a um atraso de voo de cerca de 2 horas. Havia 46 passageiros e cinco tripulantes a bordo. No final, o avião decolou às 16h20 para a Alemanha.

O aeroporto de Minsk disse que a ação ocorreu após uma ameaça de bomba, que foi recebida por e-mail.

O incidente ocorre em meio a um escândalo internacional sobre como Bielo-Rússia sequestrou um avião da RYANAIR, que operou o voo Atenas-Vilnius, e o forçou a pousar em Minsk. Sob o pretexto de uma ameaça de bomba a bordo, a aeronave foi forçada a pousar em Minsk. Na realidade, a ação teve como objetivo prender Roman Pratasevic, que lançou as bases do canal Nexta no Telegram, tornando-se assim uma das principais fontes de notícias contra Alexander Lukashenko. Ele é hostil ao líder bielorrusso e ajudou a coordenar os protestos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.