British Airways e Lufthansa são as primeiras empresas do mundo com certificação COVID-19 Safety Rating.

1 793

British Airways e Lufthansa são as primeiras companhias aéreas do mundo a obter a certificação COVID-19 Airline Safety Rating da International Air Transport Rating Agency Skytrax.

Ambas as companhias aéreas receberam 4 estrelas em termos de segurança pandêmica a bordo de aeronaves. A classificação COVID-19 cobre riscos potenciais do cliente, bem como itens no aeroporto ou dentro da aeronave.

As investigações e análises detalhadas da eficácia e consistência das medidas que implementaram para garantir a implementação das medidas de segurança e higiene COVID-19 demonstraram ser dos mais elevados padrões.

As análises foram realizadas no hub da British Airways no Terminal 5 do Aeroporto Heathrow de Londres e no hub da Lufthansa no Terminal 1 do Aeroporto de Frankfurt.

A auditoria incorpora as recomendações relevantes da “Lista de verificação de padrões de saúde e segurança da IATA”, o “Guia CART ICAO” e é baseada nas recomendações da OMS.

4 estrelas nos padrões de segurança COVID-19 para British Airways e Lufthansa

Elementos de tecnologia sem contato, atendimento ao passageiro, protocolos de distância social no check-in, processo de embarque, mas também o processo de desembarque são verificados.

Os lounges das companhias aéreas são higienizados, permitem distância social e têm sistemas seguros de entrega de alimentos e bebidas.

A limpeza a bordo e na cabine é feita com técnicas de higienização por UV e tratamentos de desinfecção cientificamente avaliados. A maioria dos sistemas de catering está adaptado a este período de pandemia, sendo o contacto entre passageiros e tripulantes quase inexistente, ao mesmo tempo que se criam medidas de segurança alimentar acrescidas.

Como parte da análise, Skytrax usa testes de ATP para medir a contaminação da superfície em áreas de alto impacto do aeroporto e da aeronave. Os sistemas ATP não detectam o vírus diretamente, mas podem detectar a presença de resíduos biológicos.

Visto que as equipes da Skytrax precisam verificar uma variedade de voos para avaliar os padrões de cada companhia aérea, a classificação dada às companhias aéreas leva em consideração as restrições de viagem de cada país.

Na sequência das avaliações realizadas pela Skytrax na Europa, seguir-se-á a verificação das companhias aéreas do Médio Oriente e da América do Sul e, no final do ano, terão início as verificações das empresas da Ásia e América do Norte.

Essas avaliações fazem parte do programa Skytrax Travel Safety.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.