A China impôs novas restrições de viagem para viajantes que chegam de países com alto risco epidemiológico.

0 468

A fim de minimizar os riscos de disseminação do COVID-19, a China impôs restrições de viagem mais rígidas para viajantes que chegam à China de países com alto risco epidemiológico.

Passageiros que partem de países com alto risco epidemiológico, como República do Congo, Seychelles, África do Sul, Egito, Argélia, Paquistão, Zimbábue e Arábia Saudita, terão que se isolar por 14 dias antes de viajar para a China.

Os passageiros também foram avisados ​​que devem fazer voos diretos para a China e, caso não haja voos diretos, devem ser voos de escala única.

O Ministério das Relações Exteriores da China não emitiu uma declaração oficial.

O Ministério das Relações Exteriores da China não emitiu nenhuma declaração oficial sobre as últimas restrições a viagens. No entanto, as Embaixadas da República da China nos países acima mencionados enviaram notificações oficiais sobre as novas regras de viagem.

Anteriormente, os viajantes que entravam na China eram obrigados a apresentar teste negativo para COVID-19 e ser aprovados por uma embaixada ou consulado chinês antes da partida. Além disso, ao chegar na China, eles tiveram que passar por 21 dias de isolamento.

Antes de planejar suas férias, verifique as condições de viagem na China e Na Roménia. No momento, a China NÃO está Lista amarela da Romênia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.