Coronavírus: American Airlines reduz vôos internacionais em 75%

Coronavírus: American Airlines reduz vôos internacionais em 75%

0 133

Em 16 de março de 2020, a American Airlines reduzirá os vôos internacionais em 75%. É a resposta para a queda na demanda, mas também para as restrições impostas pelo governo dos EUA devido à pandemia do novo coronavírus.

Assim, entre 16 de março e 6 de maio, a American Airlines reduzirá a capacidade de longa distância internacional em 75%. Continuará a voar na rota Dallas-Fort Worth (DFW) - Londres (LHR) - 1 voo diário; Miami (MIA) - Londres (LHR) - 1 voo diário e Dallas-Fort Worth (DFW) - Tóquio (NRT) - 3 vôos semanais.

Em conexão com vôos internacionais regionais e de médio porte, a American Airlines continuará a voar para destinos no Canadá, México, Caribe, América Central e norte da América do Sul.

Além de ajustar a rede operacional internacional, a American Airlines espera uma queda de 20% nos vôos domésticos até abril de 2020. Em maio de 2020, a American Airlines anuncia uma queda de 30% na rede operacional dos EUA.

Lista de voos suspensos pela American Airlines

ÁSIA: A partir de 16 de março, a American Airlines cancelará todos os voos para a Ásia, exceto os três voos operados na rota Dallas-Fort Worth (DFW) - Tóquio (NRT).

AUSTRÁLIA E NOVA ZELÂNDIA: Em 16 de março de 2020, a American Airlines suspendeu voos nas rotas Los Angeles - Auckland e Los Angeles - Sydney.

EUROPA: A American Airlines continuará a voar no Dallas-Fort Worth (DFW) - Londres (LHR) - 1 voo diário; Miami (MIA) - Londres (LHR) - 1 voo por dia.

A partir de 16 de março de 2020, suspenderá gradualmente os voos de Nova York (JFK), Boston (BOS), Chicago (ORD) e Los Angeles (LAX) para Londres (LHR).

Os voos de Charlotte (CLT), Filadélfia (PHL) e Phoenix (PHX) para Londres (LHR), Dublin (DUB) e Manchester (MAN) serão suspensos mais cedo.

A partir de 16 de março, a American Airlines suspenderá e atrasará gradualmente seus voos sazonais para destinos Amsterdã (AMS), Barcelona (BCN), Frankfurt (FRA), Madri (MAD), Munique (MUC) Paris (CDG) e Zurique. (VIE). É tudo sobre as decisões do governo e de acordo com as demandas do mercado.

AMÉRICA DO SUL: Em 16 de março de 2020, a American Airlines suspendeu voos de Nova York (JFK) e Miami (MAI) para o Rio de Janeiro (GIG), Georgetown, Guiana (OUG), São Paulo (GRU). Voos de Miami para Santiago (SCL), Bogotá (BOG), Guayaquil (GYE) e Quito (UIO), Lima (LIM), Brasília (BSB) e Manaus (MAO), Barranquilla (BAQ), Cartagena (CTG) serão suspensos ), Cali (CLO), Medellín (MDE) e Pereira (PEI). Pare os voos de Dallas-Fort Worth (DFW) para São Paulo (GRU), Santiago (SCL), Bogotá (BOG), Guayaquil (GYE) e Quito (UIO), Lima (LIM).

A American Airlines entrará em contato com os passageiros afetados pela suspensão do voo e apresentará suas opções disponíveis: redirecionamento, alteração da data da viagem, reembolso

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.