A IATA alerta! 25 milhões de empregos na aviação e nas viagens estão em perigo.

4 999

A IATA (Associação Internacional de Transporte Aéreo) apresentou um novo estudo, que mostra que mais de 25 milhões de empregos na aviação, viagens e ramos relacionados estão em perigo. E isso é devido à pandemia do COVID-19, que levou a uma queda acentuada nos pedidos de viagens e vôos.

Globalmente, aproximadamente 65,5 milhões de pessoas dependem das indústrias de aviação e turismo. Destes, 2,7 milhões de empregos são fornecidos pelas companhias aéreas.

Em um cenário com severas restrições de viagens, que podem levar três meses ou mais, a IATA alerta que cerca de 3 milhões de empregos na aviação e viagens (além de setores relacionados) estão ameaçados em todo o mundo.

De acordo com as estimativas da IATA, abaixo você encontra a situação nos continentes.

11,2 milhões de empregos na Ásia-Pacífico
5,6 milhões de empregos na Europa
2,9 milhões de empregos na América Latina
2,0 milhões de empregos na América do Norte
2,0 milhões de empregos na África
0,9 milhão de empregos no Oriente Médio

No mesmo cenário, a IATA diz que as receitas das companhias aéreas diminuirão 44% durante o ano de 2020, em comparação com 2019. Isso significa uma perda de 252 bilhões de dólares. No segundo trimestre, a queda é de até 2%, o equivalente a 70 bilhões de dólares em dinheiro.

As companhias aéreas estão pedindo aos governos assistência financeira para superar a crise e ter a capacidade de recuperar pós-coronavírus. Exatamente, o IATA solicita: apoio financeiro direto; empréstimos, garantias de empréstimos; isenções fiscais.

Além da ajuda financeira, a indústria aeronáutica também precisará de um planejamento cuidadoso pós-coronavírus. E as companhias aéreas precisam estar prontas para retomar suas atividades.

Os funcionários da IATA estão cientes de que nada será o mesmo após essa pandemia de coronavírus. Ninguém nunca encontrou uma coisa dessas, não há precedentes. Os 25 milhões de empregos que agora estão em perigo dependerão de uma retomada efetiva da indústria aeronáutica. As companhias aéreas conectam cidades, países e continentes, mas ainda resta saber com que rapidez e sob quais condições.

Por outro lado, há um estudo que mostra que aviação e turismo atingirão o "normal" apenas em 2023. Não há palavras que descrevam adequadamente o impacto da pandemia do COVID-19 no turismo e na aviação comercial.

4 Comentários
  1. [...] IATA adverte! 25 milhões de empregos na aviação e viagens estão em… […]

  2. [...] IATA adverte! 25 milhões de empregos na aviação e viagens estão em… […]

  3. [...] IATA adverte! 25 milhões de empregos na aviação e viagens estão em… […]

  4. [...] IATA adverte! 25 milhões de empregos na aviação e viagens estão em… […]

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Este site usa o Akismet para reduzir o spam. Saiba como seus dados de comentário são processados.