Portugal e Malta, os países europeus menos afetados pela guerra na Ucrânia

0 186

Portugal e Malta são os países menos afetados pela guerra na Ucrânia em termos de consequências económicas devido às sanções impostas, segundo um estudo da Comissão Europeia.

As sanções impostas à Rússia pela invasão da Ucrânia afetaram muitos Estados-Membros em diversas áreas, como abastecimento, aumento dos custos de energia e combustível, além da inflação. SchengenVisaInfo.com.

Por outro lado, os países do Báltico e da Europa Central e Oriental são severamente afetados pela guerra, principalmente devido ao fornecimento de gás russo. Chipre, por outro lado, foi muito afetado pela guerra na Ucrânia porque serviu como um destino de férias popular para os russos. Ao mesmo tempo, desde o início da guerra, o setor financeiro foi afetado pelo alto nível de ativos financeiros detidos pelos russos ligados à ilha.

Mas nem mesmo Chipre, cujo turismo gera 14% da economia do país, foi tão afetado quanto a Polônia, que está emergindo como o país mais vulnerável por causa da guerra. Apesar disso, a Polônia recebeu o maior número de cidadãos ucranianos, mais de seis milhões deles.

No entanto, Portugal foi o menos afetado, principalmente devido ao facto de a economia portuguesa estar em grande medida ligada à UE (5,8 por cento) este ano, segundo previsões da Comissão Europeia. Além disso, Portugal é considerado o país com a taxa de inflação mais baixa do momento, com 4,4%.

Malta, tal como Portugal, é maioritariamente visitada por cidadãos britânicos, seguidos de italianos, alemães e franceses.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.