RYANAIR fecha suas bases em Cork, Shannon e Toulouse. Reduz a capacidade operacional de 60% para 40% em relação ao inverno de 2019.

0 594

Ryanair, a maior companhia aérea da Europa, lançou hoje (quinta-feira, 15 de outubro) o programa de inverno revisado. Devido às restrições de viagens e voos impostas pelos governos da UE, as viagens aéreas de / para a Europa Central, Reino Unido, Irlanda, Áustria, Bélgica e Portugal foram severamente restringidas. Isso fez com que as reservas caíssem ligeiramente em outubro e um pouco mais em novembro e dezembro.

RYANAIR fecha suas bases em Cork, Shannon e Toulouse.

Dadas todas essas circunstâncias, a Ryanair reduziu sua programação de inverno (novembro de 2020 - março de 2021) para 40% em relação ao ano anterior. O objetivo da RYANAIR é voar aeronaves com uma carga mínima de 70% em média.

A Ryanair espera manter até 65% de sua rede de rotas no inverno, mas com frequências baixas. Além de fechar bases em Cork, Shannon e Toulouse, a Ryanair anunciou uma redução nas bases na Bélgica, Alemanha, Espanha, Portugal e Áustria, que terão menos aeronaves.

Como resultado desses ajustes operacionais, a Ryanair espera que o tráfego durante todo o ano caia para cerca de 38 milhões de passageiros transportados. Esta estimativa pode ser revisada para baixo se os governos da UE continuarem a impor restrições às viagens e bloquear voos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.