Certificado digital COVID da UE - teste de interconexão realizado com sucesso pela Romênia

0 561

Foi realizado com sucesso o teste de interligação realizado pelo Special Telecommunications Service (STS) com o grupo de trabalho técnico a nível europeu. O sistema de TI em desenvolvimento na STS facilita a geração Certificados digitais COVID da UE, a transmissão de dispositivos de segurança que permitem a verificação, centralização no portal europeu e validação de códigos QR por outros Estados-Membros da União Europeia.

Durante a quarta-feira, 26 de maio de 2021, de acordo com a programação estabelecida a nível europeu, a Roménia realizou o teste de interligação no portal da UE que centraliza e gere as chaves públicas dos países membros, necessárias para a verificação das assinaturas digitais. O teste foi realizado em conjunto com a Letônia.

Para a implementação dos certificados digitais da UE no nosso país, a STS desenvolveu a infra-estrutura de comunicações e sistema de informação que permite a interligação com o portal europeu. Durante o teste, a chave pública do certificado DSC (certificado de assinatura de documento) foi carregada para o gateway da UE (DGCG) para centralização. Com a ajuda da chave privada, os certificados digitais da UE emitidos pela Roménia serão assinados.

O certificado digital da UE contém dados de identificação essenciais.

O certificado digital da UE contém dados de identificação essenciais - nome e apelido, data de nascimento, Estado-Membro emissor, dados médicos relativos à categoria para a qual o documento é emitido, bem como um identificador único do certificado.

Após a implantação do sistema informatizado em nosso país, os dados que constarão dos certificados digitais da UE serão retirados automaticamente do Registro Eletrônico Nacional de Vacinação para pessoas vacinadas contra COVID-19, do aplicativo Corona-Forms para pessoas que tenham um teste negativo realizado nas últimas 72 horas e pessoas que se recuperaram após serem infectadas com o vírus SARS-CoV-2.

Os certificados serão emitidos em formato digital, com possibilidade de visualização no smartphone, mas também poderão ser apresentados em formato impresso. Incluirão um código QR que conterá uma assinatura digital, para que, ao lê-lo, seja verificada a autenticidade, integridade e validade do documento. A assinatura digital pertence ao emissor, portanto, os cidadãos não precisarão de uma assinatura digital.

Os certificados digitais da UE são gratuitos e irão facilitar as viagens no espaço europeu sem restrições epidemiológicas, sem restringir a liberdade de circulação.

O passo seguinte inclui a conclusão do portal seguro a partir do qual os cidadãos poderão descarregar os seus certificados digitais da UE e o desempenho interno dos testes de desempenho e segurança do sistema de informação.

De acordo com o cronograma de trabalho europeu, os certificados digitais da UE serão implementados no início de julho. Do ponto de vista técnico, os especialistas de STS serão capazes de garantir a implementação do sistema de TI de acordo com o cronograma estabelecido pelos especialistas da UE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.