A Agência de Saúde da UE salienta que todos os países da UE/espaço Schengen são gravemente afetados pela COVID-19. A Romênia é colorida em vermelho!

0 296

A última atualização sobre a situação epidemiológica publicada pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) mostra que a situação da COVID-19 na União Europeia e no espaço Schengen se agravou nos últimos sete dias.



Os mapas recentemente atualizados publicados em apoio à recomendação do Conselho sugerem que o número de casos de COVID-19 aumentou na maioria dos países, especialmente na Romênia. Na semana passada, cinco regiões da Romênia foram coloridas em laranja e outras duas foram coloridas em verde. No entanto, como o país registrou um aumento no número de novos casos com o novo coronavírus, agora todo o território da Romênia está colorido de vermelho.

Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que a Romênia registrou 40.546 novos casos nos últimos sete dias. Dadas essas taxas, a Agência de Saúde da UE sugere que todos, especialmente as pessoas não vacinadas e não recuperadas, evitem fazer viagens não essenciais, pelo menos por enquanto.

Com exceção da Roménia, o ECDC revelou que o número de novos casos também aumentou na Suécia, Noruega, Alemanha e Áustria. A maioria das regiões desses países estava na lista vermelha na semana passada. No entanto, como todos os países acima tiveram uma taxa cumulativa de notificação de COVID-19 em 14 dias de mais de 500 casos, todos agora são classificados como países vermelhos escuros.

De todos esses países, a Alemanha registrou as maiores taxas de infecção. Nos últimos sete dias, a Alemanha registou 364.491 novos casos de infeção. O país é seguido pela Suécia com 129.356 novos casos, Áustria com 67.906 novos casos e Noruega com 37.622 novos casos no mesmo período.

No entanto, os países europeus estão mais tranquilos quando se trata de pacientes hospitalizados, principalmente em terapia intensiva. A OMS mostra que Omicron não é uma cepa extremamente viral como as outras variantes, mas é altamente contagiosa. Desde que a versão Omicron ficou muito mais fácil Países da UE consideram tratar COVID-19 como gripe.

Embora o número de novos casos de COVID-19 esteja aumentando, mais e mais países decidiram reduzir as restrições. Ao mesmo tempo, há países que decidiram encurtar o período de quarentena e relaxar as condições de viagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.