A Brussels Airlnes voará para 78 destinos na temporada de verão de 2021.

0 267

A Brussels Airlines, companhia aérea nacional belga, prepara-se para a temporada de verão com a reabertura de "destinos de férias atraentes". A companhia aérea planeja operar voos para 78 destinos ao redor do mundo.



Desde a demanda por viagens turísticas "Espera-se que cresça com a aproximação dos meses de verão", a companhia aérea nacional belga anunciou em 24 de fevereiro de 2021 que deseja oferecer aos seus clientes voos para "Destinos de férias atraentes".

Além dos 18 destinos intercontinentais na África e na América do Norte, a Brussels Airlines pretende operar 60 rotas de curto e médio curso, "destinos de férias emblemáticos na Grécia, Portugal e Espanha".

A companhia aérea vai reabrir gradualmente a rede europeia em abril.

A partir de abril, a empresa reabrirá gradativamente sua rede europeia, com foco nas viagens de férias. Os primeiros destinos disponíveis serão Alicante, Atenas, Barcelona, ​​Bilbao, Bolonha, Budapeste, Catania, Cracóvia, Faro, Gran Canaria, Heraklion, Kos, Lisboa, Madrid, Málaga, Nápoles, Nice, Oslo, Porto, Praga, Roma , Estocolmo, Tel Aviv, Tenerife, Valência, Vilnius e Varsóvia.

Em maio de 2021, a empresa que faz parte da Star Alliance, vai reintroduzir na rede destinos como Dubrovnik, Edimburgo, Ibiza, Milão-Linate, Moscovo, Palermo, Palma de Maiorca, Rodes, Split e Viena.

Em junho, A Brussels Airlines quer aumentar o número de frequências para esses destinos e reabrir novos, como Bari, Birmingham, Corfu, Florença, Gotemburgo, São Petersburgo, Yerevan e Zakynthos. Também pretende adicionar destinos como Washington, Nova York ou Montreal à rede operacional - nenhum voo regular mais foi operado nessas rotas desde 21 de março de 2020, devido à pandemia Covid-19.

A Brussels Airlines aumentará gradualmente as frequências para todos os destinos na África.

No que diz respeito à rede africana, Brussels Airlines aumentará gradualmente as frequências para todos os destinos, e a partir de 14 de junho, voos diários serão operados para destinos na África Ocidental: Abidjan (Côte d'Ivoire), Accra (Gana), Banjul (Gâmbia) e Dakar (Senegal).

Também haverá voos diários para destinos na África Central e Oriental: Douala e Yaoundé (Camarões), Kinshasa (República Democrática do Congo) e Entebbe (Uganda). Luanda (Angola) vai voltar a fazer parte da rede após mais de um ano de ausência e, a partir de 14 de junho, serão operados três turnos semanais.

A partir de 2 de agosto de 2021, a empresa belga operará dois voos diários entre Bruxelas e Frankfurt, uma conexão que "oferece muitas opções de transferência para toda a rede da Lufthansa, enquanto os passageiros que partem de Frankfurt têm acesso à rede da Brussels Airlines - especialmente para os destinos africanos pelos quais a companhia belga é conhecida".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.