A Bulgária removeu todas as restrições de entrada COVID-19 para a Romênia e outros 9 países

0 194

Os viajantes da Polônia, República Tcheca, Romênia, Eslováquia, Hungria, Turquia, Sérvia, Israel, Macedônia do Norte e Egito não precisam mais apresentar documentos COVID-19 na entrada na Bulgária, como certificado de vacinação, recuperação ou teste.

De acordo com um comunicado da autoridade, a medida entrará em vigor no dia 13 de abril e vigorará até 15 de maio (com possibilidade de prorrogação do prazo). É uma ação que faz parte da reabertura do país e da eliminação gradual das restrições do COVID-19.

Como diz o decreto, "Pessoas que chegam da República da Macedônia do Norte, República da Turquia, Romênia, Sérvia, Hungria, República da Polônia, República Tcheca, Eslováquia, Israel e Egito" eles são livres para entrar no território búlgaro.

Embora as autoridades tenham facilitado as regras de entrada para esses países, os demais ainda terão que apresentar um certificado de vacinação válido (290 dias). Além disso, os certificados de recuperação emitidos para aqueles que testaram positivo para COVID-19, que são válidos por 180 dias, e os certificados de teste obtidos por meio de PCR ou teste de antígeno ainda são necessários ao visitar a Bulgária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.