A Bulgária suspende as restrições aos turistas vacinados / testados negativos ou curados por COVID-19, a partir de 1º de maio de 2021

0 1.833

No dia 23 de abril, o governo de Sofia se reuniu para estabelecer as novas medidas restritivas que serão aplicadas a partir de 1º de maio. De acordo com declarações do Ministro da Saúde da Bulgária, Kostadin Angelov, os turistas poderão viajar para a Bulgária de acordo com os seguintes requisitos: certificado de vacinação ou PCR / teste de antígeno negativo ou prova de recuperação da infecção COVID-19.



A Bulgária quer impor medidas semelhantes às já anunciadas pelos países vizinhos, nomeadamente a Grécia, mas também próximas das recomendadas pela UE. Até o final de abril, serão anunciadas as medidas para a organização de excursões turísticas.

Também nos próximos dias, a Bulgária pode dar luz verde para a reabertura das escolas, mas isso será feito em etapas, a partir de 26 de abril. Durante a Páscoa, a participação na igreja será permitida, mas as pessoas terão que usar máscara (exceto para os padres). As igrejas fornecerão desinfetante na entrada, as áreas comuns sempre terão que ser desinfetadas, as instalações bem ventiladas. Os paroquianos não terão permissão para tocar em relíquias ou beijar ícones.

Na maior parte, estas serão as medidas que a Bulgária irá implementar. Os romenos, que optarão por passar as férias da Páscoa na Bulgária, também devem levar em consideração Lista amarela da Romênia. Os não vacinados serão colocados em quarentena no regresso, se não cumprirem as excepções anunciadas pelas autoridades de Bucareste. Em conclusão, aqueles completamente vacinados com COVID-19 (2 doses e 10 dias após o reforço) poderão viajar sem restrições de ida e volta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.