A China está suspendendo vários voos dos EUA, Alemanha, França, Canadá e Egito devido à variante Omicron.

0 185

A China está reduzindo vários voos programados dos EUA, Alemanha, França, Canadá e Egito, citando um aumento nos casos de passageiros COVID-19. 



A maioria dos voos suspensos eram dos Estados Unidos. No entanto, voos de países com alta infecção por COVID-19, como Alemanha, França, Austrália, Canadá e Egito, também foram afetados.

De acordo com a Administração de Aviação Civil Chinesa (CAAC), um número recorde de passageiros do exterior foi testado positivo na chegada à China, o que levou à decisão do país de reduzir drasticamente suas conexões. Além dos cortes de tráfego anteriores, a China começou a reduzir os voos para os Estados Unidos no início de janeiro de 2022.  

Entre 1º e 11 de janeiro, 50 passageiros que chegaram ao Aeroporto Internacional de Shanghai Pudong (PVG) foram testados positivos, segundo o CAAC. Isso levou à suspensão da maioria dos voos para Xangai por duas semanas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.