Chipre suspendeu as restrições à Bélgica, Dinamarca, Mônaco, Vaticano e Jordânia

0 170

O governo cipriota suspendeu as restrições à entrada de cidadãos de cinco países depois de confirmar que o número de infecções por COVID-19 nesses territórios havia diminuído recentemente. De acordo com um comunicado emitido pelo Ministério do Interior de Chipre, os viajantes da Bélgica, Dinamarca, Mônaco, Vaticano e Jordânia serão elegíveis para entrar no Mediterrâneo oriental sem serem obrigados a cumprir os requisitos de teste e quarentena na chegada.

Além dos estados mencionados acima, lista verde do país em que se encontram os países considerados seguros com base em sua situação epidemiológica, inclui:

  • Estados-Membros da União Europeia: Polônia, Malta, Romênia, Áustria, República Tcheca, Bulgária, Alemanha, Hungria, Finlândia, Itália, Eslováquia, Estônia, Croácia, Grécia, França, Luxemburgo, Lituânia e Eslovênia.
  • Estados Membros de Schengen como Islândia, Suíça, Noruega e Liechtenstein, bem como países terceiros, Austrália, Nova Zelândia, Israel e Cingapura.

Em termos de viagens de países que estão lista laranja, devem apresentar um resultado negativo do teste do Coronavírus, não superior a 72 horas, à chegada a Chipre. O Ministério do Interior revelou que os países da lista laranja são:

  • Estados-Membros da União Europeia: Portugal, Letônia, Suécia, Holanda e Irlanda e pequenos países como Andorra.
  • países terceiros: China (incluindo Hong Kong, Macau e Taiwan), Japão, Estados Unidos da América, Arábia Saudita, Canadá, Sérvia, Coreia do Sul, Líbano, Qatar, Macedônia do Norte, Azerbaijão e Kosovo.

Chipre suspendeu as restrições à Bélgica, Dinamarca, Mônaco, Vaticano e Jordânia.

Passageiros vindos de estados que estão lista Vermelha são obrigados a apresentar resultados negativos para um teste de Coronavirus não mais de 72 horas antes da partida e fazer outro teste na chegada a Chipre. Além disso, eles devem permanecer isolados até que recebam um resultado negativo do teste COVID-19, já que esta categoria inclui países fortemente afetados pelo vírus.

De acordo com a declaração emitida pelo Ministério do Interior de Chipre, a Espanha e o Reino Unido relataram recentemente muitas infecções por COVID-19 e, portanto, ambos os territórios foram movidos da categoria laranja para a categoria vermelha dos países na lista atualizada de Chipre . Além disso, os seguintes países também estão na lista vermelha; San Marino, Rússia, Ruanda, Ucrânia, Emirados Árabes Unidos, Bielo-Rússia, Egito, Tailândia, Geórgia, Armênia, Kuwait, Bahrein, Moldávia, Albânia, Bósnia e Herzegovina, Montenegro e Brunei.

Outros territórios não incluídos em nenhum dos grupos acima estão localizados em lista cinza. Os cidadãos que viajam de países da lista cinza devem cumprir os requisitos de teste e quarentena. No entanto, os cidadãos cipriotas e seus familiares e os cidadãos da UE ou do EEE e pessoas com cidadania suíça estão autorizados a entrar em Chipre, apesar das regras atuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.