O CNSU adoptou as novas regras de aplicação da medida de quarentena a todos os que chegam à Roménia

0 10.294

O Comitê Nacional para Situações de Emergência adotou na reunião de hoje, 6 de dezembro de 2021, a Decisão número 111 para estabelecer as regras para a aplicação da medida de quarentena a pessoas que chegam à Romênia válida entre 10.12.2021 às 00:00 - 08.01.2022 às 24 : 00

1. É imposta uma medida de quarentena com a duração de 14 dias ao domicílio, local declarado ou espaço especial destinado a pessoas que cheguem dos Estados-Membros da União Europeia, do Espaço Económico Europeu ou da Confederação Suíça, do seguinte modo:

  • a) pessoas que chegam da Zona Verde ou Amarela e não apresentam comprovante de vacinação, comprovante de confirmação positiva para infecção pelo vírus SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias anteriores à entrada no país e para os quais pelo menos 14 dias tenham transcorrido desde a data da confirmação até a data de entrada no país ou comprovação do teste RT-PCR negativo para COVID-19 realizado no máximo 72 horas antes do embarque (para quem viaja em transporte público) ou entrada em território nacional ( para quem viaja sozinho);
  • b) pessoas que chegam da Zona Vermelha e não apresentam prova de vacinação ou confirmação positiva para infecção pelo vírus SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada no país e para os quais tenham decorrido pelo menos 14 dias desde da data de confirmação até a data de entrada no país.

2. Será imposta uma medida de quarentena de 10 dias para pessoas não vacinadas ou para pessoas que não tenham testado positivo para infecção pelo vírus SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada no país e que cheguem de Estados-Membros da União Europeia , do Espaço Econômico Europeu ou da Confederação Suíça na zona vermelha, se apresentar teste RT-PCR negativo para infecção pelo vírus SARS-CoV-2, realizado no máximo 72 horas antes do embarque (para aqueles que viajam em transporte público) ou entrar no território nacional (para aqueles que viajam em transporte público) viajando em seus próprios).

3. As seguintes categorias de pessoas estão isentas da medida de quarentena estabelecida em conformidade com os pontos 1 e 2:

  • a) crianças menores de 12 anos ou mais;
  • b) crianças maiores de 12 anos e menores de 16 anos, independentemente do país de risco, se apresentarem teste RT-PCR negativo para infecção pelo vírus SARS-CoV-2, realizado no máximo 72 horas antes do embarque (para aqueles viajar em transporte público) ou entrar no território nacional (para quem viaja em meio próprio);
  • c) pessoas não vacinadas ou pessoas que não foram confirmadas como positivas para infecção pelo vírus SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada no país, que chegam da Zona Vermelha e permanecem no território nacional por um período inferior a 3 dias (72 horas) se o resultado de um teste de RT-PCR for negativo para a infecção pelo vírus SARSCoV-2, realizado no máximo 72 horas antes do embarque (para aqueles que viajam em transporte público) ou entrar no território nacional (para aqueles que viajam em seus próprios). Se as pessoas não saírem do território nacional no prazo de 3 dias (72 horas), com a informação da direcção de saúde pública do concelho em que residam ou onde tenham a morada declarada na entrada do país, serão colocadas em quarentena por um período de 14 dias, a contar do quarto dia seguinte à entrada no território romeno;
  • d) Pessoas em trânsito, se deixarem a Romênia nas 24 horas seguintes à entrada no território do país;
  • e) Os trabalhadores transfronteiriços que entram na Roménia vindos da Hungria ou da Bulgária, bem como os cidadãos romenos ao serviço dos operadores económicos dos países mencionados, que ao entrarem no país comprovem as relações contratuais com os respectivos operadores económicos;
  • f) alunos / estudantes, cidadãos romenos ou cidadãos com domicílio ou residência fora da Roménia, que frequentam os cursos de algumas instituições de ensino na Roménia ou no estrangeiro, deslocam-se diariamente até eles e apresentam documentos comprovativos, ou que têm de fazer exames de admissão para concluir os seus estudos ou para iniciar os estudos em unidades / instituições de ensino no país ou para viajar para atividades relacionadas com o início, organização, frequência ou conclusão dos estudos, bem como os seus acompanhantes se forem menores;
  • g) membros de delegações esportivas, bem como artistas e seus funcionários não vacinados ou que não tenham resultado positivo para infecção pelo vírus SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias anteriores à entrada no país, vindos da Zona Vermelha para participar em competições, respetivamente, de eventos culturais, artísticos ou de entretenimento, organizados em território nacional, se apresentar resultado negativo em teste RT-PCR para infecção por SARS-CoV-2 realizado no máximo 72 horas antes do embarque (para quem viaja em transportes públicos) ou entrada em território nacional (para quem viaja com meios próprios) e participar apenas das atividades das competições ou, conforme o caso, das referidas provas;
  • h) os condutores de veículos automóveis com lotação máxima autorizada superior a 2,4 toneladas para o transporte de mercadorias, bem como os condutores de veículos automóveis com mais de 9 lugares sentados, incluindo o do condutor, que asseguram o transporte de pessoas não vacinadas ou não testado positivo para infecção por SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada no país, chegando da Zona Vermelha, se apresentarem teste RT-PCR negativo para infecção por SARS-CoV-2 no máximo 72 horas antes de entrar o território nacional, sendo a viagem realizada apenas para fins profissionais;
  • i) Pessoas entregues às autoridades romenas com base em acordos de readmissão, devolvidas no âmbito de um procedimento acelerado;
  • j) membros de missões diplomáticas, postos consulares, outras missões diplomáticas acreditadas em Bucareste e titulares de passaportes diplomáticos, com base na reciprocidade, pessoal equiparado a pessoal diplomático, membros do Corpo Diplomático e Consular Romeno e titulares de passaportes diplomáticos e de serviço, não vacinados ou que não tenham testado positivo para infecção por SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada no país, que chegam da Zona Vermelha e mostram um teste RT-PCR negativo para infecção por SARS-CoV-2 no mais tardar mais de 72 horas antes do embarque (para quem viaja em transporte público) ou da entrada no território nacional (para quem viaja por conta própria).

4. A medida de quarentena deve ser imposta em casa, no local declarado ou local designado especial com uma duração de 14 dias no que diz respeito a pessoas que chegam de países terceiros e não deve apresentar um resultado negativo de um teste RT-PCR para COVID-19 48 horas antes do embarque (para quem viaja em transporte público) ou da entrada em território nacional (para quem viaja com meios próprios).

5. Uma medida de quarentena deve ser instituída em casa, no local declarado ou espaço especial destinado por um período de 10 dias para pessoas não vacinadas ou para pessoas que não tiveram teste positivo para infecção pelo vírus SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada. chegando ao terceiro país, independentemente de sua inclusão na zona de risco, se apresentarem um teste RT-PCR negativo para infecção pelo vírus SARSCoV-2, realizado no máximo 48 horas antes do embarque (para aqueles que viajam com meios públicos transporte) ou entrada em território nacional (para quem viaja com meios próprios).

6. As seguintes categorias de pessoas estão isentas da medida de quarentena estabelecida em conformidade com os pontos 4 e 5:

  • a) crianças menores de 12 anos ou mais;
  • b) crianças maiores de 12 anos e menores de 16 anos, se apresentarem teste RT-PCR negativo para infecção pelo vírus SARS-CoV-2, realizado no máximo 48 horas antes do embarque (para quem viaja de transporte público) ou entrada em território nacional (para quem viaja com meios próprios);
  • c) pessoas não vacinadas ou pessoas que não foram confirmadas como positivas para infecção pelo vírus SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada no país, que permanecem em território nacional por um período inferior a 3 dias (72 horas) apresenta resultado negativo em teste de RT-PCR para infecção pelo vírus SARSCoV-2, realizado no máximo 48 horas antes do embarque (para quem viaja com transporte público) ou da entrada no território nacional (para quem viaja por conta própria). Se as pessoas não saírem do território nacional no prazo de 3 dias (72 horas), com a informação da direcção de saúde pública do concelho em que residam ou onde tenham a morada declarada na entrada do país, serão colocadas em quarentena por um período de 14 dias, a contar do quarto dia seguinte à entrada no território romeno;
  • d) Pessoas em trânsito, se deixarem a Romênia nas 24 horas seguintes à entrada no território do país;
  • e) Os trabalhadores transfronteiriços que entram na Roménia vindos da Sérvia, Ucrânia ou da República da Moldávia, bem como os cidadãos romenos ao serviço dos operadores económicos dos países mencionados, que ao entrarem no país comprovem as relações contratuais com os respectivos operadores económicos;
  • f) alunos / estudantes, cidadãos romenos ou cidadãos com domicílio ou residência fora da Roménia, que frequentam os cursos de algumas instituições de ensino na Roménia ou no estrangeiro, deslocam-se diariamente até eles e apresentam documentos comprovativos, ou que têm de fazer exames de admissão para concluir os seus estudos ou para iniciar os estudos em unidades / instituições de ensino no país ou para viajar para atividades relacionadas com o início, organização, frequência ou conclusão dos estudos, bem como os seus acompanhantes se forem menores;
  • g) membros de delegações esportivas, bem como artistas e seus funcionários que não foram vacinados ou que não tiveram resultado positivo para infecção pelo vírus SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada no país, chegam para praticar esportes competições, respetivamente de eventos culturais, artísticos ou de entretenimento, organizadas em território nacional, se apresentar resultado negativo em teste RT-PCR para infecção por SARS-CoV-2 realizado no máximo 48 horas antes do embarque (para quem viaja em meio de transporte em conjunto) ou entrada em território nacional (para quem viaja por conta própria) e participar apenas das atividades das competições ou, conforme o caso, dos eventos mencionados;
  • h) os condutores de veículos automóveis com lotação máxima autorizada superior a 2,4 toneladas para o transporte de mercadorias, bem como os condutores de veículos automóveis com mais de 9 lugares sentados, incluindo o do condutor, que asseguram o transporte de pessoas não vacinadas ou não foram testados positivos para infecção por SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada no país se eles testaram negativos para um teste de RT-PCR para infecção por SARS-CoV-2 realizado no máximo 48 horas antes do território nacional, e a viagem é feita apenas para fins profissionais;
  • i) Pessoas entregues às autoridades romenas com base em acordos de readmissão, devolvidas no âmbito de um procedimento acelerado;
  • j) membros de missões diplomáticas, postos consulares, outras missões diplomáticas acreditadas em Bucareste e titulares de passaportes diplomáticos, com base na reciprocidade, pessoal equiparado a pessoal diplomático, membros do Corpo Diplomático e Consular Romeno e titulares de passaportes diplomáticos e de serviço, não vacinados ou que não tenham testado positivo para infecção pelo vírus SARS-CoV-2 nos últimos 180 dias antes da entrada no país, que chegam de países terceiros, independentemente de seu status de risco, infecção pelo vírus SARS-CoV-2 o mais tardar 48 horas antes do embarque (para quem viaja em transporte público) ou da entrada em território nacional (para quem viaja por conta própria).
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.