A Grécia impôs novas restrições a pessoas não vacinadas

0 540

Desde 13 de setembro, novas restrições foram impostas à Grécia para pessoas que não foram vacinadas contra COVID-19, de acordo com o jornal Kathimerini. Essas novas medidas incluem a necessidade de os trabalhadores não vacinados fazerem exames uma ou duas vezes por semana e permitir o acesso a determinadas áreas fechadas apenas para aqueles que foram vacinados ou que possam provar que contraíram o coronavírus nos últimos seis meses.

Essas medidas vigorarão até 31 de março de 2022.

Pelas novas regras, todos os trabalhadores do setor privado ou público que não possuam certificado de vacinação ou tenham contraído a doença recentemente devem fazer o teste rápido uma vez por semana.

  • Devem ser realizados dois testes semanais por pessoas que atuam nas áreas de educação, turismo, restaurantes, cafés, bares e lazer, além de escolares e estudantes.
  • Os testes serão realizados em laboratórios privados, sendo o seu custo de 10 euros a cargo da pessoa testada.
  • Os testes serão gratuitos apenas para alunos.
  • Pessoas não vacinadas só poderão entrar em cinemas, teatros, museus, sítios arqueológicos e academias se um teste rápido negativo for realizado 48 horas antes da visita.
  • As máscaras serão obrigatórias para todos os locais públicos e áreas externas lotadas.
  • A confirmação da presença de vacinação ou doença, bem como um teste rápido em 48 horas também são necessários para viagens de longa distância, seja por via aérea, ferroviária, marítima ou terrestre.
  • Os testes devem ser realizados por pessoas com mais de 12 anos.

As vacinas são fornecidas gratuitamente a maiores de 12 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.