A Irlanda implementará o "Certificado Digital COVID da UE" a partir de 19 de julho

0 264

Depois de esperar quase três semanas a mais do que outros países europeus para lançar Certificado Digital COVID UE, os irlandeses são avisados ​​para verificar cuidadosamente as restrições de viagem no país de destino, pois elas estão em constante mudança.

Ao contrário da Alemanha, República Tcheca, Polônia, Bulgária, Croácia, Grécia e Dinamarca, que começou a emitir o Certificado Digital COVID da UE em 1 de junho, a Irlanda esperou até 19 de julho para se conectar ao portal EUDCC. Acredita-se que o atraso tenha sido causado por ataques cibernéticos em maio contra o provedor de saúde do país.

No entanto, o documento visa facilitar o processo de viagens pela Europa para todos os cidadãos europeus em Estados-Membros totalmente vacinados. São aceitas vacinas autorizadas pela Agência Europeia de Medicamentos, como Moderna, AstraZeneca, Pfizer e Janssen. Além disso, as pessoas imunes ao vírus devido a uma infecção anterior ou que tenham um resultado negativo no teste de PCR também podem obter esse documento.

A Irlanda implementará o "Certificado Digital COVID da UE" a partir de 19 de julho.

Enquanto os irlandeses se preparam para passar suas férias no exterior, muitos territórios estão implementando suas próprias restrições e requisitos de viagem, levando em consideração a situação do Coronavírus no país de origem do viajante, especialmente aqueles países que experimentam aumentos nas taxas de infecção. Variante Delta do Coronavírus.

A França, um dos estados com as restrições de viagem mais rígidas na UE, anunciou recentemente que irá alterar as restrições de viagem contra viajantes não vacinados no Reino Unido, Espanha e Portugal. Embora essas regras não se apliquem aos cidadãos irlandeses totalmente vacinados, é importante lembrar as regras específicas que a França implementou em relação às vacinas.

Por outro lado, as autoridades espanholas permitem que turistas irlandeses entrem em território espanhol sem serem colocados em quarentena se apresentarem um certificado de vacinação, um certificado de recuperação de doença ou um resultado negativo no teste PCR.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, a Irlanda relatou 12 mortes relacionadas ao Coronavírus nas últimas 24 horas, enquanto 783 casos positivos foram relatados. Até 13 de julho de 2021, um total de 4.861.257 doses da vacina foram administradas no país.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.