A Philippine Airlines entrou com pedido de proteção contra falência nos Estados Unidos

0 187

A Philippine Airlines entrou com pedido de proteção contra falência nos Estados Unidos para passar por uma reestruturação financeira no processo de reorganização do Capítulo 11 - de acordo com as leis de falência americanas. Normalmente, a empresa propõe um plano de recuperação para manter a sua atividade e pagar os credores em dia.

"O Capítulo 11 nos permite reestruturar contratos que são amplamente regidos por leis estrangeiras, com nossos maiores credores sediados fora das Filipinas. Podemos, assim, garantir a execução de todos esses contratos dentro de um processo legal bem estabelecido, universalmente aceito e que pode ser concluído rapidamente ”., disse Nilo Thaddeus Rodriguez, VP Sênior e Diretor Financeiro da Philippine Airlines. “Nossa maior prioridade é a segurança e saúde dos passageiros, funcionários e comunidades que atendemos. Nada sobre isso vai mudar à medida que passarmos por uma reestruturação. ”

Nos primeiros 6 meses de 2021, a Philippine Airlines registrou um prejuízo líquido de 16.6 bilhões de pesos (mais de $ 330 milhões). Em 2020, a companhia aérea registrou um prejuízo líquido de 20 bilhões de pesos (US $ 399 milhões). Nas Filipinas, o volume de viagens caiu cerca de 75%, de 30 milhões de passageiros em 2019 para apenas 7 milhões de passageiros em 2020, devido às restrições de viagens impostas pela pandemia do coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.