Volotea, 3.8 milhões de passageiros em 2020 e LF de 90.7%

0 446

Em janeiro de 2021, Volotea apresentou os números de todo o ano de 2020. Por um ano sem precedentes na história da aviação, Volotea apresentou alguns números satisfatórios.



Em 2020, em meio à crise de saúde, a Volotea conseguiu se adaptar e redefinir sua rede operacional. Aumentou em muitas rotas domésticas nos países onde voou, o que representou 86% de todos os voos operados. Essa estratégia flexível, aliada aos melhores padrões operacionais, permitiu à Volotea alcançar resultados satisfatórios.

Em 2020, a Volotea transportou aproximadamente 3.8 milhões de passageiros, com uma carga de aeronaves de 90.7%. No terceiro trimestre de 3, a Volotea havia atingido um nível operacional de 2020% em relação ao mesmo período de 83 (menos 2019%), sendo que a indústria registrou queda de cerca de 17%.

Paralelamente, a Volotea conseguiu aumentar em 14.6% o índice de pontualidade (OTP15 de 91.7%). Por todas as contas: o índice de pontualidade é medido na margem de 15 minutos em relação ao tempo estimado na passagem, o que significa que 91.7% dos voos da Volotea chegaram a tempo nessa margem.

Ao longo de 2020, a Volotea operou 30600 voos em 293 rotas, com uma LF de 90.7% e uma taxa de pontualidade de 91.7%. Tudo isso levou a um aumento da satisfação dos clientes em 4% em relação a 2019, atingindo 90.6%.

Mencionamos que Volotea desistiu da aeronave Boeing 717, padronizando a frota totalmente Airbus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.