A Bulgária relaxará as condições de entrada para todos os turistas!

1 411

A Bulgária pretende remover o "certificado verde COVID-19" obrigatório para entrada em restaurantes, shopping centers e outros locais públicos a partir de 20 de março, à medida que as infecções por coronavírus são reduzidas, disse o primeiro-ministro Kiril Petkov nesta segunda-feira.

O passe de saúde - um certificado digital ou em papel mostrando que alguém foi vacinado, testado negativo ou recuperado recentemente do vírus - tornou-se obrigatório para a maioria dos espaços internos da Bulgária em outubro de 2021.

Sua introdução provocou uma série de protestos na Bulgária, enfurecendo proprietários de bares e restaurantes e ativistas antivacinas.

"Conseguimos passar pela onda Omicron sem fechar nossas escolas ou empresas. Nossas previsões mostram que por volta de 20 de março será possível retirar todas as restrições no país relacionadas ao Certificado Verde”, disse Petkov.

Petkov disse que seu governo continuará a pedir aos búlgaros que sejam vacinados e disse que o certificado ainda será necessário para aqueles que desejam viajar para outros países da UE.

A Bulgária está começando a relaxar as medidas do COVID-19 a partir de 24 de fevereiro, com a remoção do certificado verde para acesso a shoppings, cinemas, academias e bares.

A partir de 5 de março, todos os viajantes estrangeiros com certificado verde poderão entrar na Bulgária, medida que impulsionará o turismo. A partir de 20 de março, se tudo correr conforme o planejado, a autorização sanitária será usada apenas para facilitar as viagens ao exterior, disse o inspetor-chefe de saúde do país, Angel Kunchev.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.