O Japão vai cobrar dos turistas que quiserem escalar o Monte Fuji!

0 62

O Japão é um ímã para turistas, que são atraídos pela cultura japonesa, pelas diversas atrações turísticas ou pelo estilo de vida japonês. Possui cidades deslumbrantes, vilas charmosas, ótimas praias e também ótimas oportunidades para quem gosta de uma boa caminhada. Quando dizemos Japão, pensamos nas cerejeiras em flor no festival do Monte Fuji ou nos templos budistas. A partir de 2024, o Japão quer travar o desenvolvimento do turismo em determinadas regiões e quer cobrar aos turistas que planeiam escalar o Monte Fuji, escreve Time Out.

O Japão está prestes a introduzir um pedágio em uma das rotas mais populares do Monte Fuji. A Trilha Yoshida, um circuito de 14,5 km, é considerada uma das formas mais seguras e acessíveis de escalar esta montanha icônica, mas a partir de 1º de julho de 2024, a subida não será mais gratuita.

O governo da província japonesa de Yamanashi, que supervisiona as atividades de caminhadas no local, Patrimônio Mundial da UNESCO, considerou necessário introduzir o passe para proteger o meio ambiente.

A montanha recebeu mais de 221.000 alpinistas em 2023. O Japão também restringirá o número de pessoas que escalam a montanha todos os dias (para 4.000), e iniciar uma escalada será proibido entre 16h e 00h.

Há também preocupações sobre caminhantes inexperientes que tentam fazer a rota e se encontram em dificuldades perto do cume, onde há menos instalações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.