O incêndio no aeroporto Charles-de-Gaulle de Paris cancelará 10% dos voos programados na sexta-feira, 1º de julho!

0 393

sobre 10% dos voos programado de / para Aeroporto de Paris Charles-de-Gaulle será cancelado na sexta-feira, 1º de julho. Departamento Geral da Aviação Civil (DGAC) pediu às companhias aéreas que operam em Paris-CDG que desistam um dos seis movimentos de aeronaves entre 7:00 e 14:00, por razões de segurança, pois o tiroteio forçou o fechamento parcial das pistas.

"A Air France tem de adaptar o seu horário de voos de e para Paris CDG e pretende operar: todos os seus voos longos e quase 90% dos seus voos curtos e médios", anunciou a companhia aérea francesa. Ele afirmou que “atrasos e cancelamentos de última hora não podem, no entanto, ser descartados. Os clientes afetados por voos cancelados serão notificados por SMS e e-mail o mais tardar um dia antes da viagem".

Além dos bombeiros, os funcionários das plataformas do aeroporto de Paris são chamados a aderir à greve"multissetorial”, Incluindo o Grupo ADP (Aéroports de Paris) e seus subcontratados. O anúncio é válido até domingo inclusive. Os funcionários estão exigindo um aumento salarial de 6%, retroativo a partir de 1º de janeiro, enquanto a liderança da ADP está oferecendo 3% a partir de 1º de julho, segundo os sindicatos.

Esse movimento social, com comícios planejados em frente ao Terminal 2E Paris-CDG e ao Terminal 4 Paris-Orly, corre o risco de desacelerar o fluxo de passageiros. A separação de bagagem também pode ser afetada. A ADP, gestora do aeroporto de Paris, convida os passageiros a chegarem com antecedência, nomeadamente "Três horas (antes da decolagem programada) para um voo internacional e duas horas para um voo doméstico ou europeu ".

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.