Apenas três países permaneceram verdes após a última atualização do índice epidemiológico, de acordo com a classificação do ECDC. A Romênia não está entre eles!

0 1.014

Na última atualização sobre a situação epidemiológica nos países da UE, o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças (ECDC) revelou que a disseminação do COVID-19 e suas variantes continua a ser tão rápida. No entanto, em algumas áreas, a situação melhorou em relação ao início de agosto.

De acordo com dados publicados pela EDC em 9 de setembro, apenas três países e quatro regiões, que tiveram menos de 50 casos positivos por 100.000 habitantes nos últimos 14 dias, estão - atualmente - em lista verde: República Tcheca, Hungria, Polônia, região de Aosta (Itália), região da Transilvânia (Romênia) e regiões de Prešov e Košice (Eslováquia).

Consequentemente, viajar para esses países / regiões é considerado seguro. Além disso, as viagens desses países e regiões para outros Estados-Membros da UE não devem estar sujeitas a restrições. No entanto, cabe a cada Estado-Membro decidir as regras.

Recomenda-se que os Estados-Membros imponham testes prévios à partida e requisitos de auto-isolamento a todas as pessoas provenientes de países da lista vermelha.

Por outro lado, várias regiões foram movidas lista laranja, como a situação epidemiológica melhorou ligeiramente: Suécia, Ilhas Canárias e Astúrias (Espanha), Dinamarca, Finlândia, Letônia, Madeira (Portugal), Malta, metade da Itália, metade da Noruega, Caríntia, Estíria, Baixa Áustria, Burgenland, Tirol (Áustria), Normandia, País do Loire, Centre-Val de Loire (França), Romênia (exceto região da Transilvânia).

Viajar de e para qualquer um dos países e regiões mencionados acima não é desencorajado. No entanto, os viajantes não vacinados e não recuperados podem estar sujeitos a restrições estritas, e os viajantes vacinados podem ser obrigados a cumprir os requisitos de teste, dependendo das regras de cada país.

Em vez disso, o ECDC sugeriu que regras estritas devem ser aplicadas a todas as áreas colocadas em lista Vermelha dos países com mais de 200 casos de infecção por coronavírus por 100.000 habitantes nas últimas duas semanas: Grécia, Bulgária, Liechtenstein, Espanha, Portugal, Irlanda, Islândia, Holanda, Bélgica, Estônia, Lituânia, Chipre, Eslovênia e certas regiões da Noruega.

“Isso também deve se aplicar àqueles que viajam por motivos essenciais, desde que isso não tenha um impacto desproporcional no desempenho de suas funções ou necessidades. No entanto, os trabalhadores dos transportes devem, em princípio, ser isentos dos requisitos de teste e quarentena. ", informou a Comissão da UE.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.