Máscaras não serão mais necessárias em aviões e aeroportos

1 1.678

As autoridades europeias abandonaram formalmente a recomendação de usar máscaras de proteção a bordo de aeronaves e aeroportos como parte de uma revisão das medidas de segurança pandêmicas.

A revisão do protocolo comum de segurança sanitária entrará em vigor em 16 de maio. Estão sendo feitos progressos na vacinação contra o Covid-19 e no desenvolvimento da imunidade natural.

"Essas máscaras não serão mais obrigatórias em viagens aéreas...", disse Patrick Ky, diretor executivo da Agência de Segurança da Aviação da União Europeia. "Este é um grande passo para normalizar as viagens aéreas."

Ky acrescentou que os passageiros devem continuar a "se comportar com responsabilidade" e "respeitar as escolhas dos outros". Estas máscaras continuam a ser uma das melhores medidas de proteção contra a transmissão do Covid-19 e são eficazes na prevenção da propagação de outras doenças. A EASA revisou o protocolo em colaboração com o Centro Europeu de Prevenção e Controle de Doenças.

Embora a revisão recomende que as regras sobre as operações sejam relaxadas, os requisitos individuais das companhias aéreas e das viagens podem variar após a data de implementação de 16 de maio. Ou seja, algumas companhias aéreas podem manter essa medida como forma de prevenção.

A EASA diz que os passageiros são incentivados a respeitar a distância física, mas acrescenta que os operadores aeroportuários devem ser “pragmáticos” e evitar situações como bloqueios, especialmente se a distância não for exigida a nível regional ou nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.