Lufthansa adquire 5 aeronaves Airbus A350 e 5 aeronaves Boeing 787-9

0 1.278

O Grupo Lufthansa está acelerando a modernização de sua frota ao adquirir 5 aeronaves Airbus A350 e 5 aeronaves Boeing 787-9. Novas aeronaves com baixo consumo de combustível estão substituindo os modelos mais antigos usados ​​em rotas de curta, média e longa distância. Como resultado, o Comitê Executivo da Deutsche Lufthansa AG decidiu adquirir dez aeronaves que serão utilizadas em voos de longo curso e serão operadas pela Lufthansa.

Como parte do programa de renovação da frota, um total de 175 novas aeronaves serão entregues às companhias aéreas do Grupo Lufthansa nesta década.

O primeiro Boeing 787-9 está programado para voar para a Lufthansa no próximo inverno, com mais aeronaves a seguir no primeiro semestre de 2022. A decisão eleva o número total de pedidos firmes de Boeing 787-9 e Boeing 777-9 para 45 aeronaves .

Devido ao dramático impacto da pandemia do coronavírus na aviação global, as aeronaves encomendadas por algumas companhias aéreas não puderam ser entregues nos últimos doze meses. A Lufthansa conversou com a Boeing e encontrou uma maneira de comprar cinco aeronaves Boeing 787-9 já fabricadas. Ao mesmo tempo, o Grupo chegou a um acordo com a Boeing sobre um plano de entrega reestruturado.

A Lufthansa adquire 5 aeronaves Airbus A350 e 5 aeronaves Boeing 787-9.

As cinco aeronaves recém-encomendadas Airbus A350-900 serão entregues em 2027 e 2028. Isso eleva o número total de pedidos firmes de A350-900 para 45 aeronaves. O Grupo Lufthansa também concordou com a Airbus para reestruturar as entregas planejadas.

Além de renovar sua frota, a Lufthansa aposta na tecnologia de ponta, na máxima eficiência e no mais alto nível de conforto para o cliente nas rotas de curta distância. Só neste ano, a Lufthansa receberá, em média, uma nova aeronave Airbus A320 com baixo consumo de combustível por mês para rotas de curto e médio curso. A entrega de outras 107 aeronaves da família A320 está prevista para 2027.

Com os Airbus A350-900, Boeing 777-9 e Boeing 787-9, o Grupo Lufthansa operará a frota mais eficiente em termos de consumo para voos de longo curso (querosene / consumo de passageiros por 100 quilômetros percorridos). Em média, a nova aeronave consumirá apenas 2.5 litros de querosene por passageiro a cada 100 quilômetros percorridos, cerca de 30% menos.

Os investimentos estão em linha com a política do Grupo de limitar os investimentos anuais.

O investimento em novas aeronaves está em linha com o acordo-quadro entre o Fundo de Estabilização Econômica da República Federal da Alemanha (FSM) e a Deutsche Lufthansa AG. Os investimentos também estão em linha com a política do Grupo de limitar os investimentos anuais e focar estritamente no aumento do valor da empresa.

Os planos atuais exigem uma redução inicial da frota, mas também uma modernização em grande escala da frota no futuro. O Boeing 787-9 e o Airbus A350-900 substituirão as aeronaves de quatro motores A340 de longo alcance como parte desse processo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.