A Dinamarca entrou na fase final de flexibilização das restrições. A Romênia entrou na lista verde!

0 783

O Ministério dos Negócios Estrangeiros dinamarquês anunciou que todos os países da União Europeia e do espaço Schengen que foram colocados na lista amarela serão agora movidos para a lista verde e, ao mesmo tempo, os países que foram colocados na lista laranja lista agora será movida para a lista. De acordo com o Statens Serum Institut, a decisão entrou em vigor a 26 de junho, às 16 horas.

O ministério disse que com base na nova decisão, os seguintes países serão incluídos no lista verde na Dinamarca:

  • Países da UE e Espaço Schengen: Bélgica, Bulgária, Chipre, França, Grécia, Itália, Croácia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Polônia, Romênia, Suíça, Eslováquia, Eslovênia, Suécia, República Tcheca, Alemanha e Áustria
  • Regiões da UE e Espaço Schengen: Portugal (Madeira) e Espanha (Aragão, Astúrias, Ilhas Baleares, Castela-La Mancha, Castela e Leão, Catalunha, Ceuta, Extremadura, Galiza, Madrid, Melilha, Múrcia e Valência)

Todas as pessoas que chegam à Dinamarca de um dos países ou regiões da lista verde terão permissão para entrar no país sem serem submetidas a testes ou requisitos de quarentena.

A Dinamarca entrou na fase final de flexibilização das restrições. A Romênia entrou na lista verde, começando em 26 de junho.

Ao mesmo tempo, o ministério anunciou que vários outros países já repassaram lista amarela:

  • Países europeus e Schengen: Andorra, Liechtenstein, Mônaco, Portugal (excluindo Madeira), San Marino, Espanha (excluindo áreas verdes) e Estado da Cidade do Vaticano
  • Países fora da UE e o espaço Schengen: Albânia, Líbano, Macedônia do Norte, Ruanda e Sérvia

Semelhante às chegadas de países ou regiões da lista verde, aqueles que chegam de um dos países da lista amarela estão isentos do requisito de quarentena. No entanto, eles devem ser testados para COVID-19 na chegada à Dinamarca.

Por outro lado, a Dinamarca continua a manter restrições estritas sobre todas as chegadas de países lista Vermelha, alto risco. O governo dinamarquês já anunciou que, a partir de 26 de junho, o país entrou na quarta fase de reabertura gradual das atividades de viagens e irá implementar integralmente o passaporte de vacinação COVID da UE. Agora será mais fácil para os dinamarqueses viajarem para os países da UE e para o espaço Schengen para fins turísticos, desde que tenham sido completamente vacinados contra o COVID-19, dêem um resultado negativo no teste ou já tenham se recuperado da doença.

Dinamarca é um dos primeiros países que começou a emitir o “Certificado Digital COVID da UE”, juntamente com a Bulgária, Croácia, República Tcheca, Alemanha, Polônia e Grécia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.