Mais de 20 países suspenderam, no todo ou em parte, as restrições às viagens imunizadas

0 304

A International Air Transport Association (IATA) descobriu que um número crescente de países está reabrindo suas fronteiras para viajantes internacionais vacinados contra COVID-19, relatando que mais de 20 países suspenderam total ou parcialmente as restrições aos viajantes já imunizados. A Espanha é o último país europeu a anunciar que, a partir de 7 de junho, vai reabrir as fronteiras para todas as pessoas vacinadas, independentemente do país de origem.

Sem dúvida, essa medida será estimulada pela implementação "Certificado Digital COVID UE", aprovado sob proposta da Comissão Europeia pelas duas instituições europeias mais importantes, o Conselho e o Parlamento. Permitirá o controlo - nos aeroportos europeus - de forma ágil e eficiente e facilitará a deslocação dos cidadãos europeus entre os países da região. A União Europeia já havia aberto fronteiras para viajantes de países terceiros que receberam as duas doses da vacina.

Mais de 20 países suspenderam, no todo ou em parte, as restrições às viagens imunizadas somente na Europa.

Uma pesquisa recente da IATA mostra um forte suporte para uma solução digital. 89% dos consultados fazem os testes COVID-19 padronizados globalmente ou certificados de vacinação. 84% desejam um aplicativo para gerenciar os certificados e documentos necessários para viagens. A IATA conduziu o estudo em um total de 4.700 entrevistas online em 11 mercados, conduzidas entre 15 e 23 de fevereiro de 2021. A amostra usou 500 pessoas dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, França, Alemanha, Índia e Austrália. No Chile, Japão, Emirados Árabes Unidos e Cingapura, a amostra foi de apenas 300 pessoas.

A IATA, que apoia o acesso irrestrito a viagens para pessoas vacinadas, enfatizou que, onde a vacinação não for possível, o acesso a viagens sem quarentena deve ser garantido por meio de estratégias de teste gratuitas e amplamente disponíveis. Outra pesquisa IATA revela grandes flutuações nos preços dos testes em diferentes mercados. A agência alertou que os altos preços dos testes em alguns estados podem tornar os voos inacessíveis e impedir que muitas famílias viajem.

Então agora avisaremos você no início deste mêso governo alemão preparou o pacote de regulamentações anticovid, do qual todas as restrições para os vacinados com o regime completo ou aqueles que se recuperaram da infecção por COVID-19 foram removidas.

De acordo com o CDC, a redução das restrições do COVID-19 para viajantes vacinados é um forte motivo para a vacinação.

Assim, a partir de hoje, os vacinados podem viajar sem restrições e sem teste para a Alemanha. Para a Alemanha, totalmente vacinado significa que se passaram 14 dias desde o reforço. A inoculação deve ser feita com uma das vacinas aprovadas pela EMA: Pfizer, Moderna, Astra Zeneca, Johnson & Johnson (dose única).

Os países que permitem o acesso a viajantes vacinados são: Áustria, Bulgária, Chipre, Estônia, Ilhas Faroé, Geórgia, Alemanha, Grécia, Guatemala, Hungria, Islândia, Israel, Coréia, Kuwait, Líbano, Lituânia, Maldivas, Moldávia, Montenegro, Polônia, Portugal (incluindo Madeira), Catar, Romênia, Samoa, Eslováquia, Eslovênia e Espanha.

De acordo com o US CDC, a redução das restrições do COVID-19 para viajantes vacinados é um forte motivo para a vacinação. Pesquisas da IATA indicam que 81% dos viajantes internacionais desejam ser vacinados para viajar. Além disso, 74% das pessoas na mesma pesquisa concordaram que as pessoas vacinadas deveriam poder viajar de avião sem restrições.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.